A falta de sabedoria de alguns pais

0 Flares 0 Flares ×

Israel amava mais a José do que a todos os seus outros filhos.

Genêsis 37:3.

É difícil de imaginar que um pai ame mais um filho do que os demais que possa ter. No entanto, como vimos no trecho acima, apesar de ser muito inteligente Israel amava mais José. E isso trouxe muito sofrimento a seus irmãos.

E, infelizmente há “inúmeros irmãos de Jacó” espalhados pelo mundo afora.

Como é triste saber que seu pai ama mais seu irmão do que a você. Como é triste ter que se desdobrar ao meio afim de ganhar elogio e carinho e não vê o retorno por parte de quem você mais ama.

Se você se encaixa nesse perfil de filho: Filho que é preterido quero que saiba que você não está sozinho nessa caminhada.

Conforme relato no livro deGênesis,  Israel amava mais a José, isso por si só já é triste e do que dizer de pais que joga um filho contra o outro? Absurdo? Não. É a mais triste realidade de muitos lares.

Veja esse relato:

Nós éramos quatro irmãos e por mais triste que pareça passamos a vida toda nos odiando. Agredíamos física e verbalmente.

Apesar de morarmos na mesma casa eu e meus irmãos não conversarmos. A única pessoa a quem dirigíamos a fala, amigavelmente, era nossa mãe e geralmente para fazer queixas dos irmãos.

Minha mãe sempre poupou os dois filhos mais novos e sempre foi muito carrasca com os dois mais velhos, principalmente comigo. Chamava-me das piores coisas. Devido a essa preferência meu irmão casou-se muito cedo (ele preferiu fugir daquela realidade). Pois o meu irmão caçula aprontava muito, mas nossa mãe sempre dava um jeitinho de defende-lo.

Quando aceitamos Jesus como nosso Senhor e Salvador passamos a conversar e, foi então que descobrimos que nossa mãe jogava um filho contra o outro. Por exemplo: quando eu me queixava de minha irmã, minha mãe dizia que ela apenas queria ser igual a mim e que isso devia me encher de orgulho, mas quando estava a sós com minha irmã, minha mãe dizia a ela que eu morria de inveja dela.

Tudo que minha irmã ia fazer, era tratado com minha mãe às escondidas para que eu não soubesse, afinal de contas: inveja é um atraso. (rs)

Não faz muito tempo eu conversei com minha irmã. Choramos muito. Foi libertador compreendemos o que nossa mãe tinha feito e estamos orando por ela.

Relato triste, mas com o desfecho libertador.

Mas, quantos anos essas mulheres sofreram por conta da falta de sabedoria da mãe? Daí pergunta-se o que leva uma mãe a agir assim? Eu sinceramente não sei. Só sei que esse não é um caso isolado, há inúmeros casos iguais ou similares a esse.

Veja esse outro relato:

Nós somos seteirmãos: três homens e quatro mulheres.

Durante a infância éramos muito pobres, mas éramos bem unidos.  Ainda, na adolescência minha irmã me perguntou se meu padrasto tentava me abusar sexualmente durante a noite e eu disse que sim. Então, ela muito preocupada disse que o mesmo ocorria com ela. Então decidimos unir forças e colocamos nossas redes bem juntinha uma da outra e a noite quando nosso padrasto vinha nos atacar nós o chutávamos, mordíamos, esmurrávamos até que ele desistia e saía. Época muito triste. Toda noite era um inferno.

O mais triste disso tudo? Nossa mãe sabia do que ele fazia.

A explicação? Talvez a pobreza fizesse que permanecesse naquele casamento.

Agora há uma coisa que eu nunca entendi: a minha irmã (a que me ajudava a me defender) sempre foi odiada por minha mãe. De todas nós, ela sempre foi a mais linda e doce. Mas, tudo o queela fazia ou falava era criticado severamente por nossa mãe. Isso sempre foi notório por nós, mas nunca falamos nada.

Acontece que, apesar de ser evangélica e a idade avançada não fez com que minha mãe se tornasse sábia. Percebemos que ela faz fuxico entre nós. Para mim ela fala mal de meu irmão, e para meu irmão faz fuxico de mim e, assim por diante.

Como disse somos sete irmãos e minha mãe sempre me defendeu, bem como, meu irmão, apesar de nós dois sempre lhe darmos mais trabalho. Quanto àquela irmã a amável é a mais odiada por nossa mãe.

Todos nós levamos uma vida estável, menos a nossa irmã (minha defensora). Ela é a única que mora em outro Estado e vive uma vida difícil.

 

Imagino o quanto deve ser perturbador vê a pessoa que você mais ama agir de forma tão pequena.

Com disse não sei o que leva mulheres/mãe agir dessa forma. Mas há consolo para quem vive uma situação há uma esperança divina.

Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá.

Salmos 27:10

 

Agarre-se nessa promessa. Deus não é homem que minta ou que se arrependa.

Se pudesse te dá um conselho, seria: PERDOE!

Libere perdão para sua mãe ou pai. Ou quem quer que tenha feito você se sentir pequeno, desmerecido.

Depois, entenda que:

  1. Você não é invejosa:

Isso mesmo. O que você sente por seu irmão preferido não é inveja. É ciúme.

Ciúme que também atingiu os irmãos de José. Toda essa raiva que você sente quando vê seu irmão é ciúme.

Perdoe-o, perdoe-se e perdoe sua mãe.

  1. Você não é uma pessoa ruim.

Não há na Terra uma pessoa sequer que seja perfeita. Caso fosse já teria sido arrebatada (rs). Não cobre-se tanto. Após o perdão hora ou outra você terá um pequeno ressentimento – isso é normal. Afinal de contas, você passou a vida ouvindo ou vendo o outro ser chamado de melhor.

  1. Não permita que seus filhos passe pelo que você passou.

Errar é humano permanecer no erro é burrice. Não foi você que errou, certo? Foi sua mãe (encaixe aqui quem quer queira), mas enfim…não cometa o mesmo erro com seus filhos. Caso, que você o tenha feito de forma inconsciente cabe a você corrigir o erro. Os primeiros anos são primordiais para formar o caráter e os valores de nossos filhos – procure não falhar nessa fase tão importante.

Mas Rebeca amava a Jacó. (Gn 25.28).

 

Veja: o erro que a mãe de Jacó cometeu ele também repetiu. Não faça o mesmo!

Conhecereis a verdade e ela vos libertará.

João 8:32

 

Se isso lhe perturbava sinta-se liberto e seja feliz!  Pois o nosso Deus sempre tem o melhor para você, basta você crer!

Patrícia Torres

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Autor(a): Patrícia Torres

Patrícia Torres é pedagoga e estudante da bíblia. Tem grande amor por Deus e por sua eterna misericórdia.

Compartilhe este artigo

Se você tem orado, jejuado, batalhado... 

e mesmo assim não consegue vitórias...

talvez esteja cometendo este grave erro...

=> CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS <=

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Testemunhos de esposas que conquistaram muito mais amor, amizade e carinho no casamento... CLIQUE AQUI!
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×