Como saber se você é uma mulher rixosa (não se iluda)

5 Flares 5 Flares ×

Uma das coisas que mais me chama a atenção no livro de Provérbios é o pavor que Salomão tinha da mulher rixosa. Ele dedicou bem mais do que um versículo ao tema, obviamente, nenhum deles cordial. Vejamos alguns:

Melhor é morar num canto do eirado, do que com a mulher rixosa numa casa ampla. Provérbios 29:1

“O gotejar contínuo no dia de grande chuva e a mulher rixosa são semelhantes”. Provérbios 27:15

Na verdade existem muitos outros versículos sobre isso, mas creio que já deu para ter ideia do sentimento de aversão que eles transmitem.

Pois bem, de alguma maneira todos sabemos que ser rixosa, briguenta, cricri é prejudicial no matrimônio. E este artigo não vai tratar disso.

O foco deste artigo é tratar de um problema comum, a que poucas mulheres prestam a devida atenção: muitas mulheres simplesmente não se percebem rixosas. E o pior, acreditam, piamente, que estão agindo com toda sabedoria.

Isso porque associam o ser rixosa, a ser uma mulher carrancuda, pessimista, pra baixo, negativista, lamurienta.

Como elas se acham, ou de fato são, mulheres alegres, positivas, otimistas, que gostam de ajudar; creem que não se encaixam no papel da mulher que tanto causava repulsa em Salomão. Mas isso pode ser um engano.

De repente você pode ser super otimista, motivadora e alto astral, e ainda sim ter algumas atitudes que provocam incômodo. Daí não consegue entender porque seu marido:

– trata você com grosseria, quando tudo que você queria era ser útil e gentil;

– fica com raiva e se isola quando você faz uma simples pergunta;

– não conversa dentro de casa, não ri e não se abre com você;

– trata todos na rua com cortesia, mas não tem um pingo de paciência para conviver com você;

– você também descobrirá se está cometendo outros erros, sem saber. Erros esses que estão minando seu relacionamento e causando mágoas e incompreensão.

Se você quer ser uma mulher mais sábia, amada e admirada por seu esposo, e não sabe se está errando em algo… leia este artigo até o final, pois achará  respostas e a solução para seu problema.

Ela não sabia que era uma mulher rixosa

Conheci uma dona de casa alegre e comunicativa, que amava o marido e gostava de ficar perto dele. O problema é que ela era muito ansiosa e tinha a mania de achar que tudo tinha de ser feito do jeito dela.

Então, o tempo todo que passava perto do marido era corrigindo-o de alguma coisa. 24 horas por dia ela tinha uma receita, uma recomendação, uma dica, um jeitinho que alguém ensinou. E o marido, que também gostava da mulher, já não estava aguentando ficar perto dela.

Até quando o marido ia trocar uma lâmpada a mulher tinha de dar palpite:

Cuidado para subir a escada, amor.

Cuidado para não levar choque, bem.

O marido suportou o tanto que podia, porém, uma hora estressou com a esposa. E ela ficou super ressentida com tamanha grosseria, quando na verdade só queria ajudar.

O que ela não conseguia perceber é que estava o tempo todo tratando o marido como um idiota incapaz de fazer as coisas mais simples. Se você fica o tempo todo de cima, dando conselhos, certamente o outro vai pensar:

Essa mulher deve achar que eu sou um imbecil,  que não sei fazer nada!

Daí ele fica morrendo de raiva. E, como os homens são diferentes das mulheres, ao invés de discutir a relação, eles vão se fechar no  mundinho deles. E a pobre da mulher ansiosa vai ficar desesperada esmurrando a porta, pedindo para ele abrir.

Bem… não precisa nem dizer que isso só piora as coisas. Irritação e incompreensão crescem a níveis assustadores.

Veja bem: o que quero dizer é que essa mulher não é necessariamente rabugenta ou brigona (não por enquanto). Tudo começou apenas com o sincero desejo de ajudar, de ser importante para o homem que ela tanto ama.


Ajuda quem não atrapalha

Se você não sabe, eu sou professora (cada vez menos), mas uma das coisas que sempre repetia para meus alunos era:

Ajuda quem não atrapalha.

Por mais grosseiro que possa parecer, o sentido a que aplico esta frase aqui é o seguinte: às vezes ficar quieta, na sua, ajuda muito mais do que ficar de cima, dando mil conselhos.

O coração do sábio entende o tempo e o modo. Eclesiastes 8:5

O problema é que nós mulheres somos ansiosas por natureza, protetoras, temos esse instinto materno de ajudar, de ensinar, de educar. Mas espera aí… você se casou com um HOMEM, com seu marido, não com seu filhinho – rsss.

Deixa ele ser homem e levar choque, bater o martelo no dedo, se arrebentar escada abaixo, estragar a pintura da parede. Azar! Tudo isso se arruma com o tempo.

O negócio é aprender a dar risadas disso tudo e arranjar um bom motivo para brincadeiras entre vocês.

Se você deseja, de fato, evitar muitas brigas ou isolamento em seu casamento, dê espaço para seu marido ser ele mesmo. Se você aprender a respeitar o tempo e o espaço dele, com certeza ele terá mais liberdade e desejo de se aproximar de você.

As temíveis lições de moral

 Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo? Eclesiastes 7:16

 

Conviver com pessoas moralistas, donas da verdade, cheias de discurso é algo realmente enfadonho. Sim, dá vontade de alugar um quartinho na Lua e ficar quieto por lá.

Algumas mulheres têm uma incontrolável vocação professoral. Qualquer assunto vira tema de debate, de aula, de uma análise mais aprofundada, de uma lição de vida. Sinceramente, isso é muuuito chato.

Tudo bem. De vez em quando é interessante saber a origem de algo, ou fazer uma reflexão filosófica que nos enriquece.

Mas tem gente que quer fazer isso o tempo todo. Seja para exibir algum conhecimento, seja simplesmente por uma vontade de ajudar o próximo, mesmo quando o próximo não está precisando de ajuda.

Esse tipo de comportamento afasta as pessoas. E a coitada da mulher fica sem entender porque o marido foge dela como o diabo foge da cruz.

De vez em quando, tudo que precisamos é de um ouvido aberto e uma boca fechada – rsss.  Mas claro, um sorriso sempre alegra também.

Perguntas fora de hora

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu (…) tempo de estar calado, e tempo de falar.
Eclesiastes 3:1 e 7

Outra mania irritante é fazer uma tonelada de perguntas bobas só para puxar assunto.

Seja em um jogo de futebol, seja um serviço manual, ficar o tempo todo com um repertório de perguntas tolas, apenas irrita o ouvinte que tem alguma intenção de se concentrar em algo.

Lembro-me de uma cena tragicômica, em que uma família estava assentada assitindo a uma prova específica das Olimpíadas. A matrona, cheia de boas intenções, sentou-se em meio ao pessoal.

Ela começou a fazer tantas perguntas fora de hora que, um a um, todos foram se levantando do sofá, deixando a doce senhora sozinha e inconsolável.

De quem é a culpa? Talvez de todo mundo. Mas o fato é que não é nada agradável você desejar se concentrar em algo, quando tem alguém fazendo centenas de perguntas descabidas.

Conclusão

Muitas mulheres não se dão conta que ser rixosa pode não ser, simplesmente, ser uma mulher briguenta, pessimista, resmungona.

De repente, você pode ser uma esposa super alegre e alto astral, e simplesmente infernizar a vida do seu marido com constantes conselhos, palpites, perguntas irritantes, lições de vida fora de hora. Uma necessidade incontrolável de ajudar o tempo todo. Rsss.

O problema é que muitas mulheres são bastante carentes, e querem a todo custo puxar assunto com o maridão que, por sua vez, PRECISA de alguns momentos de silêncio, de ficar na dele, pensando em nada.

Nesta questão o que manda é um pouquinho de bom senso, de sensibilidade para perceber quando o outro está a fim de ficar sozinho. Ou mesmo de ter noção de que o assunto não está agradando.

Enfim… se você se identificou com este artigo e percebeu que estava cometendo erros sem saber, lhe convido a conhecer um material inédito e completamente esclarecedor. São dezenas de testemunhos de mulheres afirmando:

– Eu jamais imaginei que estava errando tanto e acabando com meu casamento.

Sim, mulheres casadas há décadas, infelizes há décadas… e que só agora percebem como a Palavra de Deus é fiel quando afirma: a mulher sábia edifica sua casa.

Conheça aqui um treinamento que tem ajudado muitos casamentos. E participe de um grupo super bacana de esposas que estão finalmente encontrando felicidade no lar. Clique aqui se deseja isso.

Junte-se à família de mulheres  que estão aprendendo a ser mais sábias e conquistando a tão sonhada felicidade no lar.

Deus a abençoe ricamente,

Mulher Sábia e Virtuosa.

imagem. gdefon.com

Artigo:
Postado em:
Classificado com:
5
5 Flares Facebook 0 Google+ 5 5 Flares ×

Autor(a): Cintia

Mulher Sábia e Virtuosa é cristã. Autora de vários livros, muitos deles presentes na seção PRODUTOS deste blog. Confira!

Compartilhe este artigo
  > >Comunique-se Melhor no Casamento (clique aqui)<<  

15 Comentários

  1. Nunca tinha olhado por esse lado , muito interessante , nós achamos ou pelo menos eu achava que quando não tinha esse tipo de cuidado era porque estava sendo negligente e não estava ajudando ,sendo a auxiliadora , confesso que até ler este artigo pensava ainda um pouco dessa forma , mas esta fazendo mais sentido…… Não posso tratar meu marido como meu filho e as x fazemos isso inconscientemente e com intenção de agradar , mas acabamos sendo rixosas…… Affffff complicado 😳😳😕🤔🤔🤔que o Senhor me ajude a mudar isso …… Obrigada Cintia abençoou minha vida mais uma x 😘😘😘😘😘😘

    Post a Reply
    • Ei Fatinha, bom demais conversar com você aqui. Sou sua fã.
      Eu acho que tudo é questão de a gente ir adquirindo consciência. Uma vez adquirida, fica mais
      fácil perceber as situações. E aí é ir treinando mesmo, observando, vendo o que dá certo,
      dialogando…

      Podemos ser auxiliadoras de forma mais discreta, mais calada, ou rindo, brincando.
      Cada família tem suas peculiaridades, mas o ideal é evitar excesso de palpite. Realmente enche
      a paciência. Deus a abençoe. Volte sempre!

      Post a Reply
  2. Parabéns serva de Deus,estou casado há 20 anos,tenho dois filhos maravilhosos,amo a minha família e minha esposa,mas devo dizer que só não deixei-a por causa de meu amor à Deus e aos meus filhos,sei que filhos sem pais caem na desgraça,minha mulher não é só rixosa ela é a rainha universal de todas as mulheres rixosas,ela não me deixa empaz um segundo sequer,se ainda estou vivo é só pela misericordia de Deus,ore por favor por mim,já fiz campanhas,votos e tudo que existe para ela mudar mas a cada dia fica pior,estou perdendo as forças……..obrigado.,o pior é que na igreja ela é uma santa e em casa uma víbora,só Deus….

    Post a Reply
    • Infelizmente a maioria das esposas não percebem isso. Preferem passar a vida expulsando os demônios que estão nos maridos. A vida é feita de escolhas.

      Post a Reply
      • Amei o post. Cada vez mais buscando ser melhor que ontem.

        Post a Reply
        • Sim, se melhorarmos 1% ao dia, ou por semana, já vivenciaremos alguns “milagres” diários. Deus abençoe.

          Post a Reply
    • Que bom Clecia, volte sempre… que Deus a abençoe ricamente.

      Post a Reply
  3. E o homem rixoso?? To cansada de tudo ser culpa da mulher. Como diz Fernanda Brum, as vezes a mulher é sábia mas o cabra não ajuda. Tem homem que tudo leva a mal. Casa com uma mesa então.

    Post a Reply
    • Sim, existem homens tolos, como a bíblia menciona no caso de Abigail e Nabal.

      Penso que você não é leitora assídua do blog, porque não percebeu que aqui não procuramos desculpas ou culpados… mas soluções. Se o fato narrado não se aplica ao seu caso, ok… mas se aplicava ao meu e ao de muitas outras mulheres que, humildemente, reconheceram o erro, acertaram alguns detalhes e colheram mais harmonia no lar.

      Existem homens rixosos, mulheres rixosas… homens sábios, mulheres sábias e por aí vai… Mas este blog é destinado a uma parte do público feminino cristão, por isso não é mencionado o comportamento do marido.

      Deus a abençoe ricamente.

      Post a Reply
  4. O que eu acho chato é a impressão de que os homens devem ser de vidro, não pode tocar senão quebra, então a mulher tem que passar a vida inteira pisando em ovos, enquanto eles são grosseiros e estúpidos, temos que saber quando falar, quando calar, quando oferecer ajuda, quando nos afastar de oferecer ajuda para não estragar o dia do “rei”. Sinceramente, me cansa esse tipo de coisa! Temos que passar a vida inteira procurando ser mulheres sábias enquanto os homens, mesmo os que se dizem cristãos, não estão nem aí com o papel de homem casado, como devem nos amar como Cristo amou a IGREJA!!!

    Post a Reply
    • Ok… entendo sua colocação e a de tantas outras mulheres que pensam assim… Mas a ideia defendida neste blog é a da proatividade. De nada adianta ficar arrumando desculpas para fazer ou deixar de fazer algo, porque o outro fez ou deixou de fazer algo… Isso não cola com Deus.

      Na Bíblia vemos o exemplo de Adão que tentou culpar Eva. Não deu certo.
      Na parábola dos dez talentos o servo infiel quis arrumar algumas desculpas para não fazer o que tinha de ser feito. Foi condenado!

      Poderia citar outros exemplos, mas a bíblia é clara: cada um dará conta dos seus atos a Deus (Rm 14:12).
      É cada um pegando sua cruz e seguindo adiante. Não tem essa de: não vou pegar minha cruz porque fulano não está pegando a dele. Não tem nada disso.

      Agora… aprender ou não a se relacionar melhor, a observar detalhes é escolha de cada um. Tem gente que passa a vida inteira fazendo exatamente as mesmas coisas e esperando resultados diferentes. Einsten dá um nome muito interessante para isso.

      A proposta deste blog é refletirmos sobre pequenas atitudes que podem fazer grandes diferenças. E louvo a Deus pelas centenas de testemunhos que recebo de mulheres que estão mais felizes (seja no casamento com o cônjuge), ou seja por conta própria (porque quando nos dispomos a simplesmente fazer o que parece o correto, nossa auto estima, nosso desempenho, nossa percepção de mundo melhora).

      Paramos de nos sentir a pobre vítima indefesa, e assumimos o papel de protagonista, independente do que o outro irá fazer.

      E por último, a bíblia diz sim, com todas as letras, que há tempo para tudo: tempo de falar, tempo de calar, tempo de abraçar, tempo de se afastar de abraçar, tempo de guerra, tempo de paz…. Isso está em Eclesiastes 3:1-8. O normal é que a Palavra de Deus nos traga refrigério e orientação, e não cansaço. Talvez um tete-a-tete com o autor da bíblia ajude a conseguir algumas respostas.

      Deus a abençoe ricamente.

      Post a Reply
  5. Sou casado e tenho esse mesmo problema
    Com minha esposa
    As vezes chego a dizer que vou embora
    Ela simplesmente me diz que isso é um ato de covardia.
    Acho que não acho injusto o casal viverem assim dilacerando um ao outro Onde está a qualidade de vida?
    E o mais triste somos cristãos.

    Post a Reply
    • Este é um problema muito comum no meio cristão. Felizmente, aqui no blog temos materiais muito bons, que tem ajudado muitos casais a superar estes conflitos. O Método Esposa Sábia e Virtuosa é um deles, que já conta com dezenas de depoimentos felizes. Deus o abençoe ricamente.

      Post a Reply
  6. SSó corrigindo o versiculo prov 21.19.
    Muito bom site

    Post a Reply

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

PROMOÇÃO! Método Auto Estima da Mulher Cristã com 60% de desconto. Aproveite já... CLIQUE AQUI!
5 Flares Facebook 0 Google+ 5 5 Flares ×