7 características da oração de Jesus

1 Flares 1 Flares ×

Neste estudo bíblico sobre oração iremos analisar alguns aspectos da oração de Jesus. E como podemos aplicá-los em nosso dia a dia cristão.

Confira o artigo, no final tem uma super dica para ajudar no seu crescimento espiritual.

 

  1. A oração de Jesus tinha poucas palavras 

Jesus não fazia longas orações quando estava em público. Suas palavras eram poucas e diretas. Aliás, ele mesmo advertia as pessoas a não serem como os fariseus, que gostavam de orações longas e, muitas vezes repetitivas. (Mateus 23)

É claro que, particularmente, Jesus tinha longos períodos de oração, às vezes ficava a noite toda no monte orando a Deus. Certa vez até repreendeu os discípulos por não conseguirem orar nem por uma hora.

A grande questão aqui é um erro bastante comum entre pessoas religiosas: a vaidade. Sim, querer orar mais para impressionar a plateia do que ao próprio Deus. E este é um erro bas-tan-te comum do qual ninguém está necessariamente livre. É preciso vigilância.

Enfim, Jesus não se importava com lindas orações públicas… o negócio dele era ser eficaz.

  1. A oração de Jesus era cheia de gratidão

O segredo da multiplicação é a gratidão. Quer ter uma vida melhor? Em tudo dai graças (1 Ts 5:18). Quando Jesus multiplicou os pães no deserto ele não fez uma oração longa, não repreendeu nenhum demônio, nem clamou pela misericórdia celeste. Jesus simplesmente deu graças pelo material que tinha em mãos.

E assentaram-se repartidos de cem em cem, e de cinqüenta em cinqüenta.
E, tomando ele os cinco pães e os dois peixes, levantou os olhos ao céu, abençoou e partiu os pães, e deu-os aos seus discípulos para que os pusessem diante deles. E repartiu os dois peixes por todos.
E todos comeram, e ficaram fartos;
Marcos 6:40-42

A gratidão é uma oração que sempre traz bons resultados… e nos fortalece em qualquer situação.

  1. A oração de Jesus era de exaltação e louvor

Deus é digno de todo nosso louvor e sempre teremos muitos motivos para adorá-lo. A bíblia nos orienta em dezenas de versículos a bendizermos no nome do Senhor. Então, faça isso. Louve a Deus, exalte-o. Jesus também adorava ao Senhor em sua oração.

Lembrando que não se trata apenas de agradecer, mas de realmente engrandecer, elogiar, exaltar o nome do Senhor, como na oração do Pai nosso. É reconhecer a grandeza e soberania do Senhor.

  1. A oração de Jesus era movida por misericórdia, empatia e amor

Em diversas passagens bíblicas podemos observar que a motivação de Jesus para orar era por sincera misericórdia. Jesus era movido a interceder pela necessidade alheia, e não apenas por motivações pessoais. Jesus se compadecia sinceramente da necessidade alheia.

Um exemplo disso é a passagem da viúva que carregava seu filho morto. E mesmo a multiplicação dos pães foi um claro exemplo de como Jesus se importava sinceramente com os outros.

Existem ainda muitos versículos que demonstram que Jesus fez uma oração movida pelo amor ao próximo.

Devemos sim, orar pelas nossas necessidades, mas vale a pena também clamar pelo próximo, se compadecer do outro. Jó também foi grandemente abençoado quando orou por seus amigos.

  1. A oração de Jesus era revestida de autoridade

Jesus orava com autoridade. Conheço muitas pessoas cujas orações são verdadeiras lamúrias. Não podemos criticar ou julgar, mas é preciso ter discernimento

Sim, há momentos de grande quebrantamento em que nos derramamos na presença de Deus. Há também situações de grave aflição. Mas não podemos nos esquecer que nossa oração deve ter autoridade.

Devemos conhecer o que a bíblia nos ensina e orar crendo em suas verdades. Também devemos repreender o diabo com autoridade. Não pedimos ao inimigo que, por favor, dê licença de nossas vidas. Exigimos sua retirada com a mesma autoridade com que a polícia trata um bandido.

Não devemos ser tímidos na oração, pois a bíblia afirma que o justo é intrépido com o leão (Provérbios 28).

  1. A oração de Jesus era movida pela plena certeza (relação de pai e filho)

Se você é uma pessoa que tem boa auto-estima e se sente amada, não tem medo ou vergonha de pedir algo às pessoas que lhe amam. Você vai com a confiança de que essa pessoa fará o possível para satisfazer-lhe. Você sabe que ela se importa com sua felicidade.

Assim também era Jesus. Ele sabia-se amado por Deus, então se achegava a Ele com fé, com alegria e gratidão, pois sabia que seu Pai faria o melhor. Mesmo que dissesse não.

Se você se sente amado por Deus, tem a segurança de que sua oração será ouvida e a resposta, certo ou tarde virá. Isso requer maior intimidade com o Pai.

Há muitos cristãos que não sabem se suas orações foram ou não ouvidas. Ou se sentem, muitas vezes, esquecidos. E isso não é, necessariamente, um erro. Porém, quanto mais tivermos intimidade com Deus, mais saberemos que Ele, de fato, se importa.

Recomendo bastante este artigo: como esperar em Deus com alegria, fé e entusiasmo

  1. A oração de Jesus era revestida de humildade

Autoridade e confiança são atributos bem diferentes da arrogância. Saber –se amado por Deus não O rebaixa à posição de nosso faz-tudo.

Faça sua oração a Deus, sabendo que Ele é poderoso e soberano, mas, ao mesmo tempo, amoroso e cuidadoso. Muita gente aprende a determinar o que deseja e realmente acredita que Deus é obrigado a fazer o que Ele prometeu.

É como se tivessem que lembrar a Deus do que Ele mesmo prometeu.

Não é bem assim. Deus não é obrigado a fazer o que prometeu… Ele faz porque cuida, porque ama, porque assumiu esse compromisso com você. Ele tem prazer em fazer o que Ele mesmo prometeu.

A bíblia é clara em dizer que, se nós, que somos maus, sabemos dar boas coisas aos nossos filhos, quanto mais Deus, que nos ama, tem total prazer em cumprir o que promete.

A grande questão é: estamos andando de acordo com o que Ele ensinou? Jesus estava, e por isso podia se apresentar diante do Pai com confiança, alegria e humildade.

“Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte” 1 Pedro 5

Conclusão: estudo bíblico sobre oração

Um último fator super importante sobre a oração de Jesus, é que ela era bem fundamentada na palavra de Deus. Sabemos que para orar com eficiência, precisamos estar em concordância com a vontade de Deus. E a vontade de Deus está expressa na bíblia.

Vemos, por exemplo, no episódio da tentação no deserto que Jesus sabia a Palavra de Deus com profundidade.

Aliás, se você tem o desejo de aprender a bíblia de capa a capa, com o acompanhamento de um professor dedicado, porém, no conforto do seu lar, saiba mais sobre o vídeo-curso Conheça sua Bíblia de Capa a Capa. Clique aqui para aprender de Gênesis a Apocalipse.

Quanto mais nos aprofundarmos no conhecimento da bíblia, com mais fé e segurança nos colocaremos diante do Pai. Isso é certo.

E aí, você acha que faltou algum fator importante sobre a oração? Compartilhe sua opinião conosco. Deixe seu comentário aqui no blog, que ele será respondido.

Deus a abençoe ricamente,

Mulher Sábia e Virtuosa

1 Flares Facebook 0 Google+ 1 1 Flares ×

Autor(a): Cintia

Mulher Sábia e Virtuosa é cristã. Autora de vários livros, muitos deles presentes na seção PRODUTOS deste blog. Confira!

Compartilhe este artigo
  > >Comunique-se Melhor no Casamento (clique aqui)<<  

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

PROMOÇÃO! Método Auto Estima da Mulher Cristã com 60% de desconto. Aproveite já... CLIQUE AQUI!
1 Flares Facebook 0 Google+ 1 1 Flares ×