5 lições para você refeltir sobre falta de água e casamentos ruins

0 Flares 0 Flares ×
Comunique-se Melhor no Casamento

Falta de água e casamentos em crise, o que isso pode ter em comum?

Nos anos de 2014/15 o Brasil experimentou algo que parecia improvável : uma seca alarmante e uma gravíssima falta de água.

Assistimos, principalmente no Sudeste, a cenas que só pareciam possíveis nos mais áridos sertões. Milhares de pessoas com garrafas pet e vasilhas de água, buscando caminhões-pipa a fim de conseguir suprir apenas as necessidades mais urgentes.

Vi aquelas cenas e, por algum motivo, lembrei-me dos casamentos. Quantos não são os “desertos” e períodos de seca por que passam os casais, não é mesmo?

Mas nem por isso é preciso haver desabastecimento e desespero. É preciso criar estruturas sólidas, e um conjunto de ações acertadas, que garantam o fornecimento de água (ou de amor), mesmo nos períodos mais críticos.


Planejamento, prevenção e ação

Contar com a sorte, e com o tempo favorável e não se preparar para imprevistos talvez seja um dos erros mais comuns de governos e de casais. Aquela velha história de que, tudo precisa estar bem, para estarmos bem.

Não. Não tem de ser assim. E  José do Egito, no livro de Gênesis, é um bom exemplo de que planejamento estratégico nos livra do fator sorte.

Falando especificamente de casamentos, o casal precisa criar uma estrutura emocional sólida que garanta o fornecimento contínuo de companheirismo, compreensão, carinho, amizade e amor.

E essa estrutura é construída no dia a dia, embasada principalmente na admiração e no respeito. Se um casal não nutrir esses dois fatores, correrá o risco, sim, de viver o desespero nos períodos adversos (que certamente virão).


As 5 lições sobre falta de água e casamentos em crise

Listei cinco aprendizados sobre os quais podemos refletir, e que nos ajudarão a repensar nossas atitudes dentro do casamento.


Lição 1 – É preciso cuidar dos fatores que fazem o ciclo (da água ou do amor) funcionar

Sim, nós brasileiros nos acostumamos com o fato de termos a maior reserva de água doce do planeta. E achamos que somente isso seria suficiente. Não investimos em educação ambiental,  e isso nos levou a desestabilizar o ciclo da água em nosso território.

Destruímos reservas, cimentamos o solo, desrespeitamos nascentes, sujamos preciosos cursos de água. E nos iludimos de que tudo permanecerá em perfeito estado de funcionamento.

No casamento as coisas não são  diferentes. Cremos que o fluxo de amor será contínuo e abundante. Mas nos esquecemos de cuidar dos fatores que geram esse fluxo: finanças, educação responsável dos filhos, manutenção do diálogo, respeito às individualidades, etc.

Se não cuidarmos de todo o ciclo que protege nossa relação, certamente o fornecimento de amor falhará.


Lição 2 – É preciso criar reservas para os tempos de seca

As represas de água secaram, não resistiram ao longo tempo de estiagem e ao consumo desenfreado (muitas vezes baseado no desperdício).

No casamento também é preciso haver reservas. Sim, de respeito, consideração e paciência. Porque às vezes um dos cônjuges passa por alguma crise, vive uma semana estressante, por exemplo. E fica chato, fica impaciente ou arredio.

Mas se os cônjuges tiveram o cuidado de alimentar o depósito emocional um do outro, alimentar as represas, sabe que poderá contar com o apoio e paciência  do parceiro nos momentos difíceis.


Lição 3 – Todos nós queremos abundância, mas poucos querem aprender a cuidar

Na história das civilizações, o homem sempre procurou se estabelecer próximo às fontes de água. É claro, isso garante bem-estar e desenvolvimento. A água tem muitos benefícios.

Quando namoramos também procuramos no outro, abundância de amor, carinho, afeto, segurança… E acabamos nos estabelecendo com a pessoa que, de alguma maneira, nos fornece isso.

Mas não caiamos no engano. Se não aprendermos a investir em nossos mananciais (que seja pelo menos com cuidado), eles um dia secarão. Cuide da sua fonte para que ela não acabe. Pense nisso em relação ao seu casamento e reflita de quais áreas precisa cuidar mais.

 casamentos, casamento blindado, pastor cluadio duarte, mulher sábia, mulher virtuosa

Lição 4 – A água não acaba, mas muda de lugar

Um dos mitos que sempre fiz questão de desmentir para meus alunos é o de que a água do planeta irá acabar. Calma! Eu sei, estamos falando exatamente sobre falta de água, porém, permita-me explicar.

 A quantidade de água no Planeta Terra continua praticamente a mesma em bilhões de anos. A água não vai simplesmente desaparecer, evaporar pelo espaço sideral. Porém, certamente, se alterarmos as condições ambientais de um determinado lugar, o ciclo da água também será alterado. E a água pode sumir daquele local específico.

Não me perguntem para onde ela vai. Não faço ideia de onde andam as águas da nascente do velho Chico. 😉 Mas tenho certeza de que elas estão por aí, circulando nesse imenso planeta.

Bem… fazendo analogia aos casamentos: acho que nem é preciso dizer muito, não é mesmo?

Caso deseje manter o amor do seu cônjuge alimentando o ciclo de afeto do seu lar, é bom cuidar bem dele. Caso contrário, o amor dele vai se debandar para outras terras. Deu para entender?


Lição 5 – Muitas vezes só valorizamos algo quando perdemos

Creio que esta seja a lição mais dura. Esperar perder para só assim dar importância a algo vital para nós. Por mais que se fale em falta d´água, ainda tem gente lavando ruas e calçadas, deixando torneiras abertas sem necessidade ou tomando banhos por demais demorados.

E o pior é que sabemos que isso continuará. Pelo menos até as torneiras se secarem e as pessoas viverem o desespero da escassez.

Que não seja assim nos casamentos. Que aprendamos a nos focar no que é bom, e valorizar o companheiro. Que não seja necessário perder algo bom, para só então começar a dar valor.

Lição 6 – Essa vem de brinde

Falta de água gera sofrimento, desespero, brigas e intermináveis conflitos. Eu costumo “brincar” com minhas filhas que a água será o estopim da Terceira Guerra Mundial. E veja bem, previsões nos alertam que em algumas décadas apenas 25% da população mundial terá acesso direto à água potável.

Falta de amor,  cuidado e compreensão também geram graves conflitos. Então é preciso prevenir a situação, antes que chegue ao ponto da violência e desespero. É preciso cuidar das nossas águas, assim como dos casamentos.

Conclusão 

A água é um recruso essencial à vida. Trata-se de um recurso natural renovável, mas jamais “desperdiçável”, ou indefinidamente “maltratável” :-). É preciso cuidar para que seja sempre abundante e limpa.

A mesma ideia se refere aos casamentos. É preciso planejamento, cuidado e uso racional, para que tudo flua da melhor maneira possível, e por tempo indeterminado.

Reflita sobre essas lições, e tente aplicá-las em seu relacionamento.


Agora, por favor, compartilhe este artigo clicando nos ícones das redes sociais à sua esquerda.

Um grande abraço,

Mulher Sábia e Virtuosa.


Foto no artigo: unspleash.com by griffin Keller

Foto principal: littlevisual.com

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Autor(a): Cintia

Mulher Sábia e Virtuosa é cristã. Autora de vários livros, muitos deles presentes na seção PRODUTOS deste blog. Confira!

Compartilhe este artigo

Se você tem orado, jejuado, batalhado... 

e mesmo assim não consegue vitórias...

talvez esteja cometendo este grave erro...

=> CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS <=

2 Comentários

  1. Só não entendi essa quetão da agua nao acabar, achei criativo.

    Post a Reply
    • Xi! Meus alunos também não entendiam. Não vou explicar tudo agora, mas é só lembrar que temos o ciclo hidrológico e que a água não sai dele. Apenas vai para outros lugares, dentro do mesmo sistema. O importante é cuidar da qualidade, porque coisas estragadas, de alguma forma, também geram escassez. Acabam ficando sem proveito. Um grande abraço e obrigada por sua participação.

      Post a Reply

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Segredo Para Dialogar Com Sabedoria, Amor e Eficiência no Casamento... CLIQUE AQUI!
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×