Procrastinação: conheça algumas causas e as soluções

Construa uma vida de oração organizada,

cheia de fé, poder e sabedoria...

==> Clique aqui para saber mais <==

0 Flares 0 Flares ×

Procrastinação. Você já se sentiu assim?

Sabendo que precisa fazer alguma coisa, mas simplesmente não faz?

Parece que lhe falta coragem, ânimo, memória, seja o que for… simplesmente passa-se o tempo e nada acontece.

Tudo depende de sua atitude, sua coragem e determinação. Mas é exatamente aí que mora o problema. Você está travada!

Isso tem um nome: chama-se procrastinação.

Sou do tipo de cristã que não gosta de espiritualizar tudo. Sei que temos um inimigo, que vive ao nosso derredor, querendo nos destruir (João 10:10). Mas reconheço que nem tudo se restringe à esfera espiritual.

Nossas emoções exercem também um papel fundamental em nossa vida. Bem maior do que muita gente acredita. Podemos alimentar sentimentos subconscientes que simplesmente travam nossa vida.

São sentimentos auto-sabotadores, que nos levam à procrastinação.

Pense em uma situação que você empurra por anos. Você, no fundo, sabe exatamente o que precisa ser feito. Mas simplesmente não faz, procrastina.

Muita gente sofre com isso, seja em algum relacionamento, alguma meta pessoal, na vida profissional, no ministério, ou em qualquer outra esfera. As causas da procrastinação são muitas, e vamos abordar algumas neste artigo, além de lhe mostrar as soluções.


O não-merecimento e a procrastinação

Uma auto-estima doente nos leva a crer, ainda que no nível inconsciente, que não merecemos desfrutar de certos prazeres na vida. Algo, bem no fundo de nossa alma, nos diz que aquela situação precisa continuar ruim.

Só assim, talvez, arranjaremos desculpas para justificar algum fracasso.

O sentimento de não-merecimento nos impede de tomar as rédeas e buscar, verdadeiramente, a solução de um problema. E é uma das forças-motrizes da procrastinação.

Por causa desse sentimento podemos acreditar, por alguma razão, que não-merecemos ser felizes e vitoriosos em alguma situação. Ou que realmente merecemos sofrer em alguma área de nossa vida.

O não-merecimento se apoia principalmente na baixa auto-estima. E é fruto de uma criação sujeita a críticas excessivas, cobranças demasiadas, rejeição…

O não-merecimento nos impede de tomar muitas decisões que beneficiariam nossa vida. Nos leva a uma atitude de constante procrastinação. Sem nunca ter forças e auto-confiança para buscar soluções.


procrastinação

A auto-sabotagem e a procrastinação

A auto-sabotagem está muito relacionada ao não-merecimento.

Quando acreditamos, por qualquer motivo, que não merecemos ser feliz e prosperar em alguma área de nossa vida, criamos inconscientemente, situações que sempre irão nos impedir de seguir em frente.

A grande diferença da auto-sabotagem é que, neste caso, a pessoa até tenta resolver alguma situação pendente. Tenta quebrar o ciclo da procrastinação. Mas parece que sempre acontece algo para furstrar essa tentativa.

Situações inexplicáveis se sucedem, com a clara finalidade de sabotar qualquer tentativa de êxito.

Permita-me dar um exemplo:

Eu conheci uma pessoa que toda vez que se determinava a estudar para um concurso, algum parente adoecia e ela precisava ficar dias no hospital. Todas as vezes.

Gosto de citar esse exemplo porque para mim é uma prova clássica de que tais situações de fato existem. No fundo, essa pessoa tinha tanto medo de fracassar em uma prova, que toda vez que se determinava a vencer esse obstáculo, alguma situação ocorria para “poupá-la” do fracasso.

Quando ela decidia agir, algo a parava. Certamente muitas cristãs debitarão tal fato ao diabo. E sei que nosso inimigo age sim, para destruir nosso sucesso.

Mas o que quero alertar com este artigo é que não podemos ignorar outros fatores que impedem nosso crescimento. É preciso estar atenta a tudo.

A auto-sabotagem sempre cria situações para frustrar nossas atitudes. É como se quiséssemos romper o círculo vicioso da procrastinação, mas o não-merecimento diz: Impeçam-na! Ela não merece!


As crenças limitantes e a procrastinação

Tanto a auto-sabotagem como o não-merecimento têm várias origens. E uma delas, bastante comum, são as crenças limitantes.

Elas são, basicamente, ideias falsas que aceitamos como verdade.

Normalmente as crenças limitantes têm origem em ideias embasadas no senso-comum. Aquelas frases famosas e repetidas milhares de vezes por milhões de pessoas e, que, no fundo, carregam interpretações equivocadas sobre a realidade.

Citemos alguns exemplos clássicos.

Ninguém enriquece trabalhando, você precisa de sorte ou malandragem, ou, você só enriquece quando explora o trabalhador. Todo patrão é explorador.

Já , ouvi as duas coisas e em ambas estão sintetizados conceitos errôneos a respeito da riqueza.

A verdade é que sim, mais de 82% das pessoas ricas construíram suas fortunas a partir do zero. O fator sorte e o mau-caratismo normalmente trazem situações enganosas e passageiras de prosperidade.

Por outro lado, você pode prosperar e ser uma pessoa totalmente justa e honesta. Nem todo patrão é explorador, e nem todo empregado merece ganhar o quanto acha que merece.

São situações que criam conceitos errados tipo:

Puxa, nem adianta eu tentar enriquecer, pois sou honesta demais para isso. 

Outra frase (versículo) muito comum é:

É mais fácil um camelo passar na ponta de uma agulha que um rico entrar no céu.

Se mal compreendida, dá a impressão que é quase um pecado ser rico. Não creio que tenha sido essa a intenção de Jesus ao falar isso. Mas já ouvi muita gente acomodada usar o texto como desculpa para seu insucesso.

Outra situação comum de uma crença limitante:

A menina que cresceu ouvindo sua mãe dizer que “homem é tudo igual”.

Logo, se essa menina tem uma péssima referência paterna (o que, infelizmente não é tão incomum), ela, inconscientemente, crescerá esperando ser infeliz em seus relacionamentos. Ou até irá repelir toda oportunidade de encontrar um companheiro, afinal, não deseja repetir a triste história de sua mãe.

A questão é que essas “verdades”, quando repetidas, incorporam-se no subconsciente. E tudo que for feito para mudar essa situação, será sabotado.

As crenças limitantes nos fazem crer, inconscientemente, que somos incapazes de romper certos padrões. Ou pior, que é melhor nem vencê-los, para nos proteger de alguma “consequência ruim”. E isso pode alimentar a procrastinação.

 
procrastinação

Do que, de fato, você precisa?

Felizmente em Cristo sempre há cura e resposta. Mas é preciso identificar a doença, para  acertar na cura.

Acho bacana a passagem de certo cego que foi curado (Marcos 10). Jesus perguntou, o que quer que eu lhe faça?

Muita gente pode ter achado essa pergunta estúpida pela obviedade da situação. Mas no reino de Deus nada é óbvio. Nossos pedidos precisam ser específicos.

Pense comigo: o cego poderia ter pedido emprego, casa, uma esposa rica. Mas nada disso lhe daria condições de resolver o problema que realmente o impedia de tomar as rédeas de sua vida.

E assim somos nós muitas vezes. Fazemos pedidos que não irão, de fato, atacar o problema pela raiz. Nos tornar realmente livres.

Podemos achar que o problema está no outro, ou em alguma situação externa.

Só que nosso inimigo pode estar dentro de nós, e não ao nosso derredor (1 Pedro 5:8). Pode estar em nossas emoções mais profundas.


A cura eficaz da procrastinação

Seja específica em seu pedido. Jesus nos ensina:

Pedis e não recebeis, porque pedis mal… (Tiago 4:3)

Encontre o verdadeiro foco do problema que tanto lhe aflige. Aquele problema que você empurra com a barriga por anos. Aquela situação que não consegue encarar de verdade, apesar de a solução parecer clara.

Encare seus medos, suas crenças limitantes, seus sentimentos de auto-sabotagem e não-merecimento. Encare tudo que lhe causa procrastinação.

Busque encontrar a verdadeira raiz dos seus problemas.  Aponte para ela e diga: Jesus é aqui, é exatamente aqui que preciso de sua intervenção.

– Eu preciso que o Senhor cure minha auto-estima.

– Eu preciso crer que mereço seu amor, sua misericórdia e sua intervenção.

– Eu preciso descobrir os enganos que têm sabotado todas as minhas tentativas de ser feliz nessa área de minha vida.

A causa da procrastinação pode não ser apenas espiritual. Pode ser alguma situação emocional que você precisa descobrir e enfrentar. E isso nos leva a mirar nossa artilharia para o alvo errado.

Esse pode ser um processo lento e doloroso, porque nos obriga a sair de nossa zona de conforto. Mas vale a pena.


Bem, espero que reflita neste artigo e pense a respeito de áreas em sua vida que parecem estar travadas. Tente identificar as verdadeiras causas que estão alimentando essa procrastinação.

Faça uma auto-análise e ore a Jesus pedindo sua divina intervenção. Seja específica e direta ao ponto. Mostre a Jesus a raiz do problema e peça ajuda. Cristo nos ama de verdade. Não tenha medo de por o dedo na ferida e clamar:

– Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!

Releia o artigo quantas vezes forem necessárias. E reflita seriamente nessas questões.

Este é um assunto muito abrangente e importante. Queremos criar outros artigos abordando esse tema. Por isso, deixe seu comentário logo abaixo. Queremos construir um conteúdo baseado em suas dúvidas, críticas e sugestões. Deixe, então, seu comentário.


Um grande abraço,
Mulher Sábia e Virtuosa.

Artigo:
Postado em:
Classificado com:
5
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Autor(a): Cintia

Mulher Sábia e Virtuosa é cristã. Autora de vários livros, muitos deles presentes na seção PRODUTOS deste blog. Confira!

Compartilhe este artigo

Você também comete este erro bobo quando ora?

==> Clique aqui <==

6 Comentários

  1. Esse artigo falou comigo porque percebo que tem situaçoes que eu realmente nao consigo vencer. Peço que orem por mim.

    Post a Reply
    • O maior passo você já deu, que é identificar, aceitar e não se conformar com o problema. Agora tudo fica mais fácil. Grande abraço e sucesso.

      Post a Reply
  2. ola
    Realmente foi de grande ajuda para min.
    Salvei e viu ler quantas vezes for preciso.
    Para me libertar.
    Fui um fracasso como filha e tive pais fracassados.
    E automaticamente fracassei no meu casamento.
    E hj com 35 é que começo depois de uma grande bagagem.
    Mudar em passos lentos minha história.

    Post a Reply
    • Oi Janaina, gosto de um ditado que diz: “O melhor dia para plantar uma árvore foi a vinte anos atrás, o segundo melhor dia é hoje”.
      Hoje é seu tempo de decidir seguir em frente. De reconstruir o que se despedaçou. Deixa eu lhe dizer uma coisa: a vida que você sonha está dentro de você. Mas é preciso que você a deixe fluir. Livre-se da culpa: “erro só é erro quando não se aprende nada com ele”, aprendi com um pastor. Sinta-se amada por Deus e merecedora de uma vida vitoriosa, e, enfim, suas ATITUDES demonstrarão isso.
      Lembre-se que esse é um processo lento, e às vezes retrocedemos. Mas jamais pare, siga em frente com a certeza de que você merece trabalhar em prol de sua felicidade. Deus a abençoe ricamente.

      Post a Reply
  3. Eu descobri esses dia esse site, e me Indentifiquei. Gostei muito

    Post a Reply
    • Que legal Lorena, tem muita coisa boa ainda por vir… fico feliz que esteja gostando e agradeço o comentário. Deus a abençoe ricamente.

      Post a Reply

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Aprenda a orar com mais fé, disciplina, sabedoria e poder CLIQUE AQUI ! A verdade liberta...
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×